Como lidar com um aluno indisciplinado com a ajuda dos pais?

Lidar com um aluno indisciplinado em sala de aula é um grande desafio, tanto para professores, direção e administração da escola, quanto para os pais. Muitas vezes, esses desvios de comportamento na escola estão relacionados justamente à falta de participação dos pais no processo pedagógico dos filhos.

Inclusive, falamos sobre a importância do acompanhamento dos pais no processo pedagógico do filho. Mas então o que fazer nesses momentos de indisciplina? É imprescindível que os pais participem da solução desse problema.

Quer saber como? Então confira nossas dicas sobre como lidar com um aluno indisciplinado neste post.

Estabeleça um diálogo produtivo com os pais do aluno indisciplinado

O diálogo com os pais desse aluno deve ser sempre propositivo. Sempre fundado sobre a premissa de que a solução para o problema deve ser tomada em conjunto.

Não adianta ter uma conversa em tom acusatório. Nem mesmo transferir totalmente para os pais a responsabilidade pelo comportamento de seus filhos.

Ao contrário, procure investigar como andam as coisas no contexto familiar, para quem sabe assim identificar a causa do problema.

O ideal é realmente ter uma conversa presencial com os pais para discutirem mais sobre a indisciplina.

Na impossibilidade disso, converse privadamente com os pais por telefone ou por mensagens via app. Pelo aplicativo, aproveite para escolher bem as palavras para que a conversa seja amena, já que o assunto é delicado.

Se ouvir reclamações, veja aqui como lidar com os comentários negativos dos pais. 

Mau comportamento em sala de aula, o que fazer?

Como agir na hora que o aluno é indisciplinado? O que o professor deve fazer na hora que o aluno tem esse tipo de atitude? As respostas para essas questões variam de acordo com a idade do aluno.

O contexto em que os incidentes ocorreram, entre outros fatores individuais do ocorrido. Por exemplo, é preferível que a resposta à indisciplina seja por meio de créditos aos alunos disciplinados (pontuação, privilégios, concessões, etc.). Isto em vez de punições àqueles que se comportaram mal.

Independentemente do perfil de seus alunos, é importante que eles aprendam a se comportar não por medo de punições. Mas porque entendem que se espera certo tipo de conduta deles e que aquela é a forma mais correta de agir. Se os incidentes se repetirem, não deixe de comunicar aos pais dos alunos.

Buscar entender o motivo da rebeldia também é importante. Um aluno indisciplinado muitas vezes está tendo algum problema dentro de casa. Seja falta de atenção dos pais, ou mesmo a convivência com muitas brigas.

É muito mais difícil agir em relação a indisciplina sem conhecer bem os motivos que levam ao mau comportamento.

Use a tecnologia a seu favor

Hoje em dia, não é mais possível confiar apenas em bilhetes e na agenda de seus alunos para a comunicação com os pais, muito menos deixar que essa disciplina seja discutida apenas nas reuniões da escola.

Como ferramentas como app da Escola em Movimento, você pode garantir que a ocorrência seja realmente entregue aos pais, solicitando confirmação de leitura.

Com a agenda de papel, era muito comum os alunos não entregarem os recados. Com isso, os pais ficavam totalmente desinformados sobre o comportamento dos filhos e o impacto disso é altamente negativo.

Se uma interação entre os familiares e a escola, nos momentos de indisciplina, a tendência é que o problema se agrave, já que o aluno pode normalizar o mau comportamento.

Portanto, tenha uma comunicação eficiente com os pais para que eles sejam parceiros da escola. O incentivo e suporte deles farão toda diferença no aprendizado e crescimento do aluno.

Mantenha um registro e tenha relatórios sobre os alunos indisciplinados

Justificar suas queixas aos pais fica difícil quando você não possui um registro minucioso do que vem ocorrendo em sala de aula. Passe a escrever diariamente um relatório de atividades, tanto dos alunos que apresentaram comportamento inadequado, quando dos que cumprem com excelência e destaque o papel de estudante.

Assim, quando chegar a hora de conversar com os pais sobre qualquer ocorrido, será mais fácil explicar o que vem acontecendo, quando e como.

Achar que vai se lembrar de tudo que acontece é sempre um erro, porque um detalhe ou outro acaba despercebido. É ainda mais difícil lembrar de tudo quando os professores dão aula para vários alunos.

Além disso, quando os alunos veem que podem estar acumulando comentários negativos registrados, podem ser estimulados a mudarem de comportamento.

O melhor remédio contra a indisciplina: a parceria entre pai e escola!

Para promover um ensino-aprendizagem relevante, é fundamental que o tripé composto por alunos, pais e escola esteja firme. Se um deles fraquejar, possivelmente o resultado educacional não será positivo. Isso, claro, pode refletir em um mau comportamento dos estudantes.

Vale destacar que a inserção dos pais no contexto pedagógico é uma das missões mais importantes – e desafiadoras – dos gestores escolares e dos próprios professores, afinal, são os pais que fazem parte da rotina das crianças na maior parte do tempo.

Além disso, ninguém conhece e quer bem seus filhos, tanto quanto os próprios pais.

A boa relação entre pais e escola é tão importante que o assunto aparece em destaque na LDB – Lei de Diretrizes e Bases e no ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.

De acordo com ambas as publicações, os pais possuem o direito de saber como anda o processo pedagógico, bem como podem participar da definição de propostas. Os documentos alegam ainda que as escolas têm a obrigação de articular com as famílias dos educandos.

Diante desse panorama, os pais dos alunos se tornam grandes aliados em todo e qualquer processo educacional, apesar de nem todos os educadores pensarem assim. Com certeza, com uma boa parceria entre os responsáveis e a escola, o aluno tende a ser mais disciplinado.

Afinal, se o estudante vê que os pais valorizam o que ele vive na escola, naturalmente ele tende a se esforçar mais.

Aproveite as reuniões com os pais para conscientizá-los

As reuniões entre pais e escola são fundamentais e atemporais. As pautas das reuniões devem ser informadas com antecedência, assim como a data dela. Se possível, já no início do ano insira no calendário do aplicativo da escola as datas, com os lembretes, assim fica mais fácil para todos eles se programarem.

O objetivo das reuniões deve ser manter os pais informados sobre o desempenho dos filhos, tanto em relação às notas quanto ao comportamento, envolvimento, dificuldades etc.

Outro cuidado a ser tomado é marcar horários convenientes para os pais. Aproveite a reunião para falar de assuntos que não costuma comunicar na agenda digital.

Sobre as situações de indisciplina, aproveite para dialogar e buscar soluções em conjunto. Vale salientar que as reuniões não anulam a importância do acompanhamento diário e gradual por parte dos pais. O ideal é mantê-los a par de tudo sempre!

Alunos indisciplinados e desinteressados; Há solução para isso?

A indisciplina, muitas vezes, está diretamente ligada ao desinteresse pela escola e pelos estudos. Como citamos acima, em casos assim o papel da família é fundamental.

Em casos assim, os educadores devem estar atentos para não deixar que o desinteresse cresça, porque um aluno indisciplinado pode também influenciar outros.

Se por outro lado essa é uma notícia ruim, a boa é que é possível que um aluno indisciplinado mude o comportamento e passe a ser uma boa influência em sala de aula.

Uma tática que pode ser útil é buscar assuntos que o aluno de mau comportamento goste. Seja bandas, games, esportes, ou algo parecido. Dessa forma, busque relacionar estes hobbies com algum trabalho ou apresentação a ser feita.

Com este simples trabalho, você pode iniciar pequenas mudanças de hábito, que podem reverter o comportamento do aluno, e despertar seu interesse pelos estudos.

Veja também: Como transformar crianças indisciplinadas em alunos engajados?

O que achou dessas dicas? Você tem usado algumas delas em sala de aula? Que tal contribuir para o debate contando algumas de suas experiências aqui nos comentários?

Participe! E se você ainda não conhece a Escola em Movimento, acesse já o site para descobrir a melhor e mais eficiente forma de comunicar-se com os pais de seus alunos!

 

PéssimoRuimRegularBomExcelente (6 voto(s), média: 4,83 de 5)
Loading...
Author: Escola em Movimento