O caminho até chegarmos a 1 milhão de usuários

Como uma história de sucesso começa? A da Escola em Movimento começou quando alguém olhou para algo e questionou-se.

O então Gerente de Projetos Guilherme Rocha tinha acabado de matricular seus filhos gêmeos na educação infantil, quando recebeu uma agenda de papel para acompanhar a rotina do filho.

Era na agenda de papel que visualizava todas as circulares, sabia o que os filhos tinham comido, se tinham dormido, entre outros detalhes da rotina escolar.

Era 2013, e ao mesmo tempo o uso de smartphones crescia de forma acelerada.

Foi quando pensou: “Não faz mais sentido a comunicação nas escolas ser do mesmo jeito que era na minha época, faz?”

Realmente, não fazia. E em pouco tempo essa mesma ideia já tinha outros parceiros, aliados e até mesmo clientes. Já tinha cliente antes de existir produto!

Era um sinal claro de que muita coisa boa estava por vir…

Uma ferramenta construída a várias mãos

A Escola em Movimento é, desde 2014, uma das edtechs que mais cresce no Brasil.

Neste período, a economia brasileira viveu a pior recessão da sua história.

E nessa recessão, a empresa dobrou de tamanho ao menos quatro vezes.

A visão de substituir as agendas de papel era tão certeira que foi imune até mesmo a uma crise terrível.

Era um sinal claro que o produto era de fato amplamente aceito pelo mercado, já que prosperava até mesmo na crise.

Em 2020, seis anos após o começo, já são mais de 1200 escolas e mais de um milhão de usuários espalhados em todos os estados brasileiros. E esses números continuam aumentando rapidamente.

Além do pioneirismo, outro fator muito relevante para o sucesso contínuo da Escola em Movimento é estar próxima das escolas para entender bem a realidade delas.

Por conta desse relacionamento próximo, o time de desenvolvimento escolhe bem as prioridades e foca nas funcionalidades que criam mais valor.

A verdade é que várias críticas e alguns clientes insatisfeitos ajudam a melhorar o produto. A regra, internamente, é entender a perspectiva de quem reclama e tentar atuar da forma mais rápida possível para conseguir contornar a insatisfação.

Uma característica marcante da cultura organizacional da empresa é o desejo genuíno de ajudar os educadores a se comunicarem bem pelo app.

A capacidade de se colocar no lugar dos clientes possibilitou grandes inovações no produto, como os canais de atendimento, o Estou Chegando, o Pague e várias outras funcionalidades.

Os três principais pilares de sucesso da EEM

Guilherme Rocha, fundador da Escola em Movimento, ao explicar o sucesso da empresa, cita três fatores principais.

O primeiro deles é o cuidado com o aspecto financeiro. É imprescindível ter uma boa gestão do fluxo de caixa para que a empresa consiga cumprir seus compromissos.

Segundo, ter pessoas muito boas no time. Escolher as pessoas certas para a equipe, com as competências adequadas e ter elas motivadas e alinhadas ao propósito da empresa é um dos segredos.

E quando fala-se do time, não se inclui apenas os colaboradores. Fala-se também dos investidores e sócios, que devem ser pessoas alinhadas com os mesmos objetivos principais da empresa.

E, por fim, o foco no cliente. Sem um desejo real de ajudar os parceiros, é impossível ter um bom produto e serviço.

Quando este compromisso é mesmo autêntico, o que se tem naturalmente é a busca pela excelência.

O filósofo Clóvis de Barros tem uma frase interessante que podemos contextualizar aqui: “A busca pela excelência é a própria felicidade”.

Talvez este seja um dos grandes motivos da Escola em Movimento ser tão atraente a grandes talentos e ter conseguido crescer tanto em pouco tempo.

A busca por ajudar escolas a engajarem mais as famílias

Ajudar de alguma forma as escolas a se relacionarem melhor com os pais é uma missão e tanto. A importância dessa parceria ainda é muito subestimada pela sociedade em geral.

Diversos estudos apontam que a falta de envolvimento dos pais com as escolas atrapalham o desenvolvimento das crianças.

Isso acontece por um motivo bem simples de entender. Quando os pais não demonstram nenhum interesse pelo que acontece na escola, a tendência é que os alunos também não se dediquem muito.

A boa notícia é que quando os pais se interessam e demonstram se importar pelo o que as crianças vivem na escola, o desempenho e comportamento dos estudantes tende a ser bem melhor.

A tecnologia obviamente não resolve sozinha estes problemas, mas, se bem usada, pode ajudar a escola a criar laços com os pais e tê-los como parceiros da educação.

Agora os educadores têm em mãos uma ferramenta que permite o envio rápido de conteúdos relevantes para as famílias. Se no fim do dia a mãe (ou pai) e filho podem falar de algo legal que aconteceu na escola, a comunicação terá sido mais poderosa do que pensa.

Um novo propósito: transformar experiências

Se no início a Escola em Movimento tinha como foco único substituir a agenda de papel e ajudar na comunicação, percebemos que com o tempo fomos ampliando os horizontes.

Com a nova marca e nova identidade, assumimos nosso compromisso em ajudar a transformar experiências.

Para os pais, a experiência de fazer um pagamento de uma excursão pelo app. Ou a adesão pelo contrato feito de forma eletrônica com validade jurídica. Ou ficar menos tempo na porta da escola esperando o aluno.

Para os colaboradores, a experiência de ser mais produtivo e eficiente, para terem mais tempo para cuidarem do que mais importa.

O nosso propósito é oferecer a tecnologia para que vivam as melhores experiências. Para as famílias, para os alunos e pelo o futuro!

A Escola em Movimento pela ótica de quem faz a empresa

“Trabalhar aqui é uma experiência única. Meus olhos brilham por saber que contribuímos na superação de alguns dos desafios que as escolas enfrentam. Eu nunca estive em um ambiente de trabalho tão acolhedor e colaborativo como aqui,” Ariany Silva, Pedagoga da Escola em Movimento.

“A vontade de ser o melhor, de superar, de aprender e fazer junto, a essência da empresa, nunca deixou de existir em nenhum momento desses 6 anos que estou na empresa”, Debora Chaves, Designer.

“Resumo a EEM em uma palavra: leveza. Trabalhar aqui é simplesmente incrível. A gente se descobre, se reinventa e aprende muita coisa”, Giovanna Vieira, Analista de Operações Comerciais.

“É um organismo vivo. Ela está sempre crescendo. Desenvolvendo. Estamos sempre atraindo novos talentos. Sempre buscando o que a gente pode fazer de melhor para ajudar a vida de todo mundo nas escolas, nas comunidades, nas famílias”. Lígia de Matos, Gerente de Marketing

“Sempre foi mais que um local de trabalho pra mim. Sempre representou um grupo de pessoas que se considera uma família, que está aqui para solucionar problemas e ajudar o cliente”, Pedro Pereira, Engenheiro de Software.

“Representa, para mim, tudo. Nela eu fiz novos amigos. Eu cresci pessoalmente e profissionalmente. Nela eu conquistei bens materiais e muito conhecimento. Então, posso dizer que, para mim, é tudo”. Raphaella Rodrigues, Coordenadora de Suporte.

“Estamos tentando estimular cada vez mais o desenvolvimento das pessoas. Que continuemos em um ambiente desafiador, mas extremamente harmonioso. As pessoas aqui o tempo todo se ajudam, estão o tempo todo trocando ideias e se ajudando. Paulo Vitor, Business Partner”.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre a Escola em Movimento? Deixe seu comentário!

PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 voto(s), média: 5,00 de 5)
Loading...
Author: Escola em Movimento